25/06/2008

Menos é mais..

Na minha infância, eu sempre fui muito tímida, meio xucra e bicho do mato. Fui de poucas amigas e poucas palavras, sempre ficava de canto da sala, era aluna aplicada e sempre os professores me curtiam, apesar de eu ser piolhenta e parecer esnobe. Em casa também, sempre fui uma criança suce, tanto que parecia mocoronga, ou melhor, eu ERA mocoronga mesmo!!

Na pré-adolescência, não dava muita moral para os meninos, meu lance era e pular elástico no recreio e andar de patins depois da escola, e tb brincava de pega-pega, pique-esconde, queimada, bets, volei, enfim, era um muleque! Isso até meus 15 anos..
Mas antes disso, lá por 13 anos, quando os peitinhos começaram a crescer eu andava corcunda e com 2 sutiãs pra não aparecer, pra esconder mesmo, pois como eu disse, eu era jacu do mato, eu detestava aquilo, mas depois comecei a perceber o interesse dos carinhas e então comecei a curtir a idéia de seduzi-los, foi então que passei a usar calça jeans mais apertada, blusinhas, essas roupas que mostram as curvas do corpo, passava batom pra ir na escola, perfume e aquela coisa toda. De bichim estrâim, virei top, teve um ano que fui a Miss do colégio.
Essa história parece filme americano né? hahaha.

Bom.. eu era a única da minha turma de amigas, que com 15 anos, ainda não tinha beijado na boca. Eu até participava daquelas brincadeirinhas de “moranguinho”, “selinho”, “pêra, uva, maçã ou salada mista”, e nunca beijava, a timidez tomava conta de mim, quando chegava na hora de pagar o castigo, eu travava e saía correndo. Então nisso, rolava disputa e apostinhas entre os garotos da escola pra ver quem seria o primeiro. Até o dia em que rolou! Meu 1º beijo foi em uma festa de aniversario de 15 anos de uma amiga, e tô pra dizer que foi um desastre total, o beijo era simplesmente.. Horrível!! O pior da minha vida.

Bueno, eu me empolgo contando outra coisa, que não tem nada a ver com o assunto inicial.. Eu ia falar de uma das minhas amigas da escola, a Raquelzinha, que era a atração da galera, que mesmo tendo grana, morando em casona e tendo vários carros na garagem, ela estudava num colégio estudual, ia embora a pé, e usava tênis que não era de marca. Eu era simplesmente fã dela, pois ela era a simpatia em pessoa, todo mundo queria estar com ela, ela era maneiráça, jogava basquete com os meninos, organizava festinhas, jogava volei com as ticas, era yoda no futebol, era ninja no truco, lutava judô, era só sorrisos, paz e amor. E não deu outra, colei nela.. virei amiga e então aprendi que o menos é mais.

Com ela aprendi o significado do bom-senso que meu pai tanto dizia e tentou mostrar, mas como nossos pais não vivem no mesmo mundo que nós, a gente não consegue ver com os mesmo olhos que eles vêem... então foi a Raquelzinha que eu peguei de exemplo, e a partir dali aprendi a não ser indiferente com as pessoas, aprendi a ver o lado positivo das coisas, a sorrir, a ser cooperativa, humilde, aprendi que beijo e abraço não precisam dar apenas em parentes que vem nos visitar uma vez por ano. Beijo e abraço a gente dá todo dia, em qualquer pessoa, não importando quantas vezes a gente vê e não importando quem for.
Eis que de repente começou a popularidade.
Eu descobri que era legal, e que eu podia mais..
Tudo isso com um simples “Oi, tudo bem?”.

Hoje não sou mais aquela menina alone in the dark.
Hoje eu sou aquela que todos ligam pra saber o que vou fazer no final de semana, sou aquela que é parceira, sou aquela que é ponto de referência, sou aquela que poucos esquecem, sou aquela que sabe o nome do porteiro, que sorri pra tiazinha da rua, sou aquela simpática e modesta menina de sempre.
Sou aquela insuportável.
HAHAHA

Capitou a mensagem?
Sem demagogia aqui, só estou passando o que o Rafael Cortez do CQC também passou a mensagem em seu ultimo post,.. "Que se todo mundo fizesse sua parte na sociedade, tendo o mínimo de bom-senso, cuidado com o próximo, carinho com quem está trabalhando ou que não anda bem, etc, etc, tudo seria bem melhor. Aliás, se as pessoas ao menos cumprimentassem umas às outras, já seria incrível.

Eu lembro bem quando a opinião pública crucificou uma personalidade política recentemente, em plena campanha eleitoral, pelo fato dela ser “arrogante”. “Essa pessoa é uma grossa, tem o nariz em pé, trata mal os outros, etc”, diziam. Engraçado isso. Quem travava esse discurso sequer fazia sua parte. Era a mesma gente que não dava nem oi para o porteiro do prédio, bom dia para o cobrador do ônibus ou para o lixeiro que passa o tempo recolhendo as nossas merdas. Pra muita gente essas pessoas sequer existem.

É estranho como a gente passa o tempo corrigindo os outros sem lembrar de fazer nossa própria correção. Eu tento me corrigir, e quando eu falo que menos é mais, garanto que me refiro que são das coisas mais simples que passamos às mais nobres".

Fuja do trivial =)

6 comentários:

alberto disse...

muito bom! já faz um tempo que percebi a mesma coisa, e é bem mais legal ser simpático do que ser cheio de marra rsrs!

Amanda.lisa.flor@hotmail.com disse...

Oi você conheçe o blog do Rafael Cortez????

Dani disse...

Post Maravilhosoooooo
Como vc escreve bem heim
Parabéns

Anônimo disse...

Muito bom o Texto e muito verdade o que falada da Nossa queridissima amiga Raquelzinha, "QUEL"...

Bjkas Kellen

Karlinha

Karla disse...

è isso aì amiga (meus acentos tao virados, o teclado è em espanhol, kkkk)!
eu sempre achei que isso è o melhor, ser nariz empinado nao traz nada pra ninguem!

e vamo fazendo a nossa parte que o mundo melhora!

beijo

^x^ Quel ^x^ disse...

SIMMM, ESTOU TODA BESTA, COM OS OLHINHUS CHEIOS DE LÁGRIMAS...

KELÃO, COMO EU A CHAMAVA, AMAVA TE CHAMAR DE KELÃO, PQ EU SEMPRE FUI A MAIS MIRRADINHA COM AQUELES ALL STAR VÉIOS CAINDO AOS PEDAÇOS COM COLA DE SILVER TAPE HAHAHAHAH ENTAUM, NADA MELHOR DO QUE MINHA AMIDA DOS PEITOS: KELÃO!
VIU, A SENHORITA QUE ME ENSINOU MUUUITAS COISAS, OU MELHOR: ACHO QUE APRENDEMOS JUNTAS! VC É UMA AMIGONA APESAR DE NÃO ESTARMOS TODOS OS DIAS JUNTAS, VC É HUMILDE E CONTINUA UMA DIVA COMO ANTES RS.. TÁ SE ACHANDO NÉ?! OBRIGADA PELO CARINHO...TE AMUUUU MIL BJOSSS, VC SÓ ERROU NA PARTE QUE EU ERA RICA HAHAHAHAHA FIA DA MÃE! BJUSSSS